POESÍA a rodos Textos em prosa em português (literários e não literarios) Vídeos com histórias

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Quarto (José Luís Peixoto)



No próximo dia 21 de janeiro, o escritor português José Luís Peixoto, que já esteve em março do ano passado na nossa cidade a apresentar o seu romance Galveias, lerá os seus poemas na Aula de Poesía Enrique Díez Canedo. Lá estarão os nossos alunos de "Bachillerato".

A maioria dos textos de Peixoto neste blogue são em prosa: trechos de romances, artigos de revistas ou jornais... Havía um só poema, publicado em setembro de 2010, que vamos ler antes de continuar com o de hoje. Intitula-se "na hora de pôr a mesa".

Na próxima semana, haverá mais dois poemas dele.



QUARTO

Os posters, colados com fita-cola,
arderam nas paredes. Os ursos de
peluche fecharam os braços e, por
quase nada, arderam sobre a cama.
Os cartões de estudante antigos, os
postais de férias e os três poemas
passados a limpo arderam dentro
da gaveta da mesinha-de-cabeceira.
Fiz dezasseis anos, chegou o verão e
os bombeiros não tiveram meios
técnicos e humanos suficientes.

José Luís Peixoto


[in Gaveta de Papéis, Prémio Daniel Faria 2008, Edições Quasi, 2008]



Este e mais quatro poemas em Bibliotecário de Babel.