POESÍA a rodos Textos em prosa em português (literários e não literarios) Vídeos com histórias

segunda-feira, 23 de março de 2015

"Meu pai, dá-me os teus velhos sapatos..." (Vinicius de Moraes)




Meu pai, dá-me os teus velhos sapatos manchados de terra
Dá-me o teu antigo paletó sujo de ventos e de chuvas
Dá-me o imemorial chapéu com que cobrias a tua paciência
E os misteriosos papéis em que teus versos inscreveste.

Meu pai, dá-me a tua pequena chave das grandes portas
Dá-me a tua lamparina de rolha, estranha bailarina das insônias
Meu pai, dá-me os teus velhos sapatos.

Vinicius de Moraes




Meu Pai, baseado em um Poema sem nome de Vinicius de Moraes, mostra a trajetória de um sujeito, em busca das lembranças de Seu Pai. 

Produzido pelos Alunos do Ensino Médio Inovador - Oficina de AudioVisual

Colégio Estadual Professora Maria Aguiar Teixeira em comemoração ao centenário do branco mais preto do Brasil. (19 de outubro de 1913)

Página de Vinicius de Moraes