POESÍA a rodos Textos em prosa em português (literários e não literarios) Vídeos com histórias

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

O mau jeito (Miguel Esteves Cardoso)

MEC


O mau jeito

"Thank you for your time" é o que se diz quando se rouba tempo a alguém. Como é que se traduz para português? Não há tradução.

Sendo o tempo um recurso finito de cada ser mortal e partindo do princípio que as pessoas preferem passar o tempo que têm a fazerem aquilo que lhes apetece ou a ganhar o dinheiro suficiente para assim poderem viver (por isso é que se chama "ganhar a vida") é assustador que os portugueses nunca agradeçam o tempo que roubam uns aos outros.

Um português pode roubar-nos uma hora a contar um projecto giríssimo que tem em mente (mesmo que não dependa da nossa participação, inevitavelmente a título honroso ou em prol da glória de Portugal) sem que lhe ocorra agradecer-nos a hora que nos tirou.

O português não agradece: pede desculpa. No documentário Amy de Asif Kapadia há um momento revelador em que Amy Winehouse, depois de posar para uma fotografia com um casal de chatos, faz-lhes ver que o "sorry" deles não faz sentido porque não não se podem arrepender de antemão. Podiam ter evitado a culpa: bastava não chateá-la.

O português pede desculpa por incomodar (e não descansa enquanto não ouvir a resposta escarlate de tão mentirosa "não incomoda nada") mas, a partir daí, o tempo é passado a dois. O ladrão é capaz de desabafar depois: "Pôrra, o gajo obrigou-me a passar meia-hora a explicar porque é que estava a convidá-lo e, no fim, teve a lata de dizer que não estava para aí virado. Paguei 30 minutos...".

Coitadinho.

Miguel Esteves Cardoso


No diário Público, 1 de novembro de 2015