POESÍA a rodos Textos em prosa em português (literários e não literarios) Vídeos com histórias

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Um poema de Fiama Hasse Pais Brandão




«Com o suor do teu rosto ganharás
o teu pão», escreveram no teu berço.
Dormiste, respiraste e, um dia,
escarneceram do suor do teu rosto.

É hoje, quando tu, filho de Europa,
expulso da seara do teu trigo,
em todos os muros vês escrito
que o suor é vão, e o teu rosto negado.

Fiama Hasse Pais Brandão

(1938 - 2007)


Do livro Cenas Vivas, Relógio d'Água, Abril de 2000